São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe: CEN sem dados suficientes para avaliar abstenção

Em São Tomé e Príncipe já se contam os votos da segunda volta das eleições presidenciais que opuseram Carlos Vila Nova, apoiado pela ADI, e Guilherme Posser da Costa, candidato do MLSTP-PSD.
Em São Tomé e Príncipe já se contam os votos da segunda volta das eleições presidenciais que opuseram Carlos Vila Nova, apoiado pela ADI, e Guilherme Posser da Costa, candidato do MLSTP-PSD. © Neidy Ribeiro

Em São Tomé e Príncipe já se contam os votos da segunda volta das eleições presidenciais que opuseram Carlos Vila Nova, apoiado pela ADI, e Guilherme Posser da Costa, candidato do MLSTP-PSD. Contactado pela RFI, o porta-voz da Comissão Eleitoral Nacional disse, ao início da noite, que ainda não tem dados suficientes para avaliar a abstenção.

Publicidade

O porta-voz da Comissão Eleitoral Nacional, Victor Correia, disse à RFI que ainda não tem dados suficientes para avaliar a abstenção: "ainda não dispomos de dados suficientes para fazer uma avaliação correcta”.

A RFI acompanhou, no terreno, o dia de votação que ficou marcado pela fraca afluência às urnas. Na Escola da Fundação não existiam filas de espera, uma situação que na opinião dos eleitores se deve ao desgaste do processo eleitoral.

“Talvez essa demora tenha provocado um pouco de desgaste nas pessoas que estão um pouco cansadas”, admitiu Admilson Teixeira. 

A situação repetiu-se no Instituto de Educação e Comunicação de São Tomé e Príncipe onde votaram os dois candidatos. Carlos Vila Nova e Guilherme Posser da Costa mostraram-se preocupados com a abstenção apelaram ao voto da populacao.

Na primeira volta das eleições presidenciais a abstenção rondou os 31,6%.

Victor Correia garantiu que a Comissão Eleitoral Nacional ainda está a receber as actas com os resultados distritais e só depois irá idar início à elaboração dos resultados provisórios.

“Nas primeiras horas da manhã de segunda-feira já teremos o mapa elaborado", acrescentou.

Nesta segunda volta, a Comissão Eleitoral Nacional convidou os mandatários dos candidatos para estarem presentes na inserção dos dados e na elaboração do mapa dos resultados provisórios. 

Recorde-se que mais de 123 mil eleitores são-tomenses foram chamados às urnas este domingo, 5 de Setembro, para escolher o próximo chefe de Estado do país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI