São Tomé e Príncipe

Ministro das finanças de São Tomé e Príncipe apresentou a sua demissão

Osvaldo Vaz, vice-presidente do MLSTP-PSD no poder em São Tomé e Príncipe e ministro demissionário das finanças.
Osvaldo Vaz, vice-presidente do MLSTP-PSD no poder em São Tomé e Príncipe e ministro demissionário das finanças. © Nuno Veiga / Lusa

O ministro do Planeamento, Finanças e Economia Azul de São Tomé e Príncipe, Osvaldo Vaz, uma das principais vozes do MLSTP-PSD no poder e terceira figura na hierarquia do governo são-tomense, apresentou a demissão do cargo ao primeiro-ministro Jorge Bom Jesus que, segundo fontes do executivo, aceitou esta decisão.

Publicidade

O pedido de demissão foi submetido ao chefe do executivo em finais de Julho. Osvaldo Vaz é uma importante peça na equipa governativa que lidera o país desde Dezembro de 2018 e foi um dos elementos essenciais nas negociações com o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial.

O governante deixa a sua pasta numa altura em que o executivo de Jorge Bom Jesus tem no Parlamento a proposta de reajuste salarial cujos termos, apesar de suscitarem algumas reservas por parte da oposição e de sindicatos de trabalhadores, o governo pretende fazer aprovar ser aprovado ainda este ano.

Para o economista são-tomense, Arlindo Tavares, esta demissão pode fragilizar o governo e, na sua óptica, a forma como isto pode ser encarado no interior do MLSTP-PSD não será pacífica.

"O Osvaldo Vaz sendo o vice-presidente do partido que sustenta o governo, os militantes podem ver isto de várias maneiras. Os militantes podem considerar que isto vai fragilizar o governo, tendo em conta a posição do Ministro Osvaldo Vaz, saindo do governo, fragiliza o governo. Por outro lado também, pode ser que haja também outros elementos dentro do partido que venham a reforçar e dinamizar a governação", Arlindo Tavares considerando ainda que "haverá sempre alguém que possa substituir" o ministro demissionário.

O substituto de Osvaldo Vaz estará incluído na remodelação anunciada no passado dia 11 de Setembro pelo Primeiro-ministro. Os contornos desta remodelação deverão ser conhecidos após a posse no dia 2 de Outubro do novo Presidente da República, Carlos Vila Nova, eleito no passado dia 5 de Setembro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI