São Tomé e Príncipe

São Tomé 2017 : reduzir pobreza e promover coesão social

Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho
Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho RFI/Liliana Henriques

O Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho, considerou o reatamento das relações diplomáticas com a China como uma das "decisões políticas de vulto" no arquipélago.

Publicidade

Na sua mensagem por ocasião do Ano Novo, o Presidente são-tomense disse ser um imperativo o país aumentar a sua capacidade de absorção de ajudas e empréstimos para reduzir a pobreza e promover a coesão social; "num país em que a incidência e a dimensão da pobreza afectam mais de metade da população".

Evaristo Carvalho saudou o recente reatamento das relações diplomáticas com a República Popular da China como uma decisão de São Tomé e Príncipe no seu posicionamento internacional.

"O reatamento das relações diplomáticas com a Republicana Popular da China afigura-se também como uma decisões políticas de vulto no aspecto político interno e no posicionamento internacional do nosso país", descreveu Evaristo de Carvalho.

Para o Chefe de Estado são-tomense, a localização geográfica de São Tomé e Príncipe, a sua reduzida dimensão territorial e populacional,impõem o repensar do seu modelo de desenvolvimento sócio económico, como nos explica o nosso correspondente no arquipélago, Máximino Carlos.

Correspondência São Tomé e Príncipe

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI